sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Mudando de Assunto - Lola

Hoje eu vou falar de outra coisa que eu amo muito: cachorros. Mais especificamente, minha cachorra, a Lola.


Lola é uma pug pentelha. Fazia muito, muito tempo que eu tava querendo um pug, só que eu só achava pugs de canis (não aconselho ninguém a comprar cachorro de canil, eles cruzam familiares pra manter os padrões da raça e acabam mantendo as doenças também, e pug pode ser MUITO doente) hiper caros.

Até que, num belo dia, eu já havia guardado uma quantia considerável pra se caso eu achasse o pug perfeito, já tinha o nome e tudo. Encontrei uma moça no Mercado Livre. Ela era a dona da Sophia, que teve filhotinhos. Loucura procurar essas coisas no Mercado Livre, mas as fotos dos cãezinhos foram tiradas na casa dela, eles estavam de roupinha, com jeitinho de bem cuidados e tudo. Entrei em contato, ela conseguiu camuflar o número de telefone dela e eu liguei. Ficamos mais de 2 horas no telefone conversando sobre cães, sobre a vida, sobre um monte de coisas. Já gostei.

Na sexta-feira dessa semana nós marcamos de nos encontrar. Eu ia até a casa dela, que é perto do meu trabalho, pra ver os filhotinhos. Chegando lá, quatro pugzinhas vieram pra cima de mim, mordiam minha calça, minhas mãos, eu já sentei no chão, elas começaram a escalar minhas costas, e eu amando. De repente a moça vai lá pra dentro e volta com mais uma filhotinha, dizendo "Essa eu tô escondendo, só mostro pra quem eu vejo que realmente gosta dos cachorros".

Ela me explicou que, dependendo da atitude das pessoas que iam lá ver os filhotes, ela não mostrava todos e dizia que já estavam reservados, que se alguém desistisse ela avisaria. Me contou também que tem muita gente, tipo casais recém casados, que quer pug só porque é um cachorro de "aparência", acham que eles são tranquilos e, quando eles começam a agir feito pugs, ou seja, pentelhos, não querem mais cuidar.

Eu falei pra ela que já sabia que o pug não era essa lezera toda que dizem, que eu tava juntando grana há um tempo e que era meu sonho ter um daquele. Então ela disse que pra mim ia vender, e eu fiquei com aquela que ela trouxe por último, a que ela tava escondendo.

Fui buscá-la na semana seguinte. A cachorrinha chamava Lara, mas eu tenho uma amiga e uma prima com esse nome, não ia dar, né?! Coloquei Lola, que era meu "nome de pug" desde quando eu não tinha uma. E não é que ela tem cara de Lola mesmo?

Hoje a Lola está com 10 meses, a espuletagem dela já diminuiu um pouco, mas, como todo pug, é uma cachorra carentona, que te segue pra todo lado, quer atenção, não dorme tanto quanto as pessoas pensam, é animada, corre pra caramba (tem uns ataques e corre pela casa toda), é uma bolinha e eu a amo! Ainda tenho contato com a dona da mãe dela, a gente sempre tenta marcar um encontro, porque ela ficou com uma irmã da Lola, pra elas se encontrarem, mas ainda não conseguimos combinar os horários, infelizmente.

Então é o seguinte: Recomendo o pug pra quem tem paciência, porque ela fica no pé. Ela faz arte, mas geralmente é pra chamar a atenção. Mas é uma delícia tudo isso e eu não trocaria essa raça por nenhuma outra! Além dela ser a feínha mais linda de todas!

7 comentários:

Glamour Eterno disse...

Lilian, adorei a história da Lola, feinha mais linda, amo d++.
bjusss

Mariane disse...

Adooorei a história, super linda!
Euuu amo Pug's, são todos lindos haha
Beijos, Mari.

dicasparatodas.blogspot.com/

Groselha gelada disse...

Oi,Lilian

que historia cute :)

ah, sim eu sei q a ximbica não é homem,sou fanzona dela rsrs tenho musicas dela no mp3...só coloquei a foto pq acho ela engraçada

bijnhos bom fds pra vcs duas

...eah..preciso falar com a Simone, ela tem msn???

Simone disse...

Aaahhh a Lola é linda!!!!!
Uma das únicas cachorrinhas que eu gosto!
Beijo.

Bia Guimarães disse...

Aiii que linda! Meu sonhoo é um pug.

Eu tenho um Dogue Alemão... é imenso e dá um trabalhoo, mas ele é fofo, super carinhoso, e não é bagunceiro não!

Beijoos

Luíza Maria Hollanda de Mello disse...

ameeeeei seu blog! tô te seguindo....
depois passa lá no meu!
www.fala-sede.blogspot.com
bj bj bj bj bj

Ana Carolina Garrana disse...

Amei a história !
Mas a verdade é: cachorro é uma criança, tem que ter paciência pra cuidar de qualquer um !


http://creusa-vaidosa.blogspot.com/